Curso de Redes Sociais - Inscreva-se Já!

Redes sociais conquistam mercado de classificados no Amazonas

O antigo anúncio de jornal impresso está perdendo adeptos com o crescente número de internautas que veem na internet uma oportunidade para realizar bons negócios. Com a opção grupos das redes sociais, é possível agregar pessoas interessadas em comprar, vender, trocar ou até mesmo doar. Fonte: G1

Diversas redes sociais estão criando espaço para esse público. No Amazonas, o grupo Classificados AM possui mais de 12 mil membros em apenas um mês e meio de atuação. “Com o Facebook, fica mais fácil de anunciar e trocar experiências”, afirma Victor Dantas, criador do grupo e estudante de Publicidade e Propaganda.

A comunidade é voltada para internautas residentes no Amazonas e cerca de 80 novas mensagens são inseridas diariamente. Tanto perfis empresariais como pessoas podem anunciar.
Para manter a organização, três pessoas moderam as postagens. “Chamei dois amigos para me ajudar a monitorar o grupo. É importante evitar pessoas que levem a comunidade a sair do foco”, disse Victor de 19 anos.

Entre as negociações estão doações de animais de estimação, vendas de câmeras fotográficas, acessórios para carro, celulares e até mesmo venda de carros e apartamentos. “Achei ótima a ideia. Tinha algumas coisas sem uso e acabei vendendo um videogame e um tablet”, disse Ismael Almeida de 16 anos.
O Classificados AM é voltado para o público atuante na internet e não restringe idade. Wanderson Freitas é gerente de Tecnologia Informação e negociou artigos de informática. “Vendi um HD externo, um gravador de DVD e ainda comprei um celular”.

Ampliação para todo o Amazonas
Internautas de todos os municípios amazonenses podem anunciar no grupo, o que traz comodidade. “O preço é menor do que em outros classificados. O interessante é que as ofertas não se limitam a Manaus mas abrangem todo o Amazonas”, disse Wanderson.

Segurança
As negociações em grupos de redes sociais na internet têm crescido mas algumas pessoas ainda tem receio de realizar compras online por achar o ambiente virtual perigoso. “Se o vendedor te enrola muito já dá para desconfiar mas, em geral, os perfis são confiáveis e as ofertas são tentadoras”, indica Ismael.

Curso de Redes Sociais

Postado por:

Vincent Benedicto: Diretor de SEO (Search Engine Optimization) e Marketing Online da Griff Art & Design.

Nenhum Comentário.

Comente esse Post