Curso de Redes Sociais - Inscreva-se Já!

Redes Sociais são mais perigosas que sites pornográficos

Os sites pornográficos sempre tiveram fama de perigosos, muitos tinham a visão de que eles eram a maior concentração de vírus da internet. Fonte: Portal de Noticias.Com
Mas de uns tempos pra cá os maiores disseminadores das pragas da rede são as redes sociais, os novos alvos dos crackers.
Segundo estudo da Kaspersky Lab, divulgado na última terça-feira, 27 de março, sites como Facebook, Twitter e Google+ concentram 21% dos links maliciosos da web, que levam o usuário á algum site falso ou infectado.
O mais perigoso da categoria é o mais popular, o Facebook, seguido de seu clone russo, o VKontakte.
E a tendência é que as redes sociais fiquem cada vez mais perigosas nesse sentido, pois sua popularidade aumenta cada vez mais.
Em contrapartida, os sites pornográficos já não são mais novidade, por isso o número de contaminação deles deve se estagnar (o que não significa que se tornarão inofensivos).
Hoje, apenas 14% dos malwares encontrados pela Kaspersky Lab estavam presentes em sites do tipo.
O líder de links infectados, segundo a pesquisa, são os sites de entretenimento, como o YouTube, que concentram 31% deles.
Em segundo lugar temos os buscadores, com 32% dos links maliciosos, apenas 1% á mais que as redes sociais.

Curso de Redes Sociais

Postado por:

Vincent Benedicto: Diretor de SEO (Search Engine Optimization) e Marketing Online da Griff Art & Design.

Nenhum Comentário.

Comente esse Post