Curso de Redes Sociais - Inscreva-se Já!

Será que o Facebook destruiu a interação real entre as pessoas?

Mark Zuckerberg está em Roma esta semana, e participou de um debate na Universidade italiana LUISS, onde ele foi questionado se o Facebook destruiu a forma como as pessoas se comunicam. Fonte: www.tudocelular.com
Esta é uma critica não apenas ligada diretamente ao Facebook, e sim a todos os atuais meios de comunicação, o que inclui não só as redes sociais, como também os mensageiros instantâneos.

O jornalista fez a pergunta de forma irônica: “É verdade que as pessoas tinham a experiência de uma conversa face a face, com sorrisos reais com mais frequência do que agora?”. O CEO da maior rede social do mundo em contrapartida disse que não acreditava que o Facebook tinha destruído a comunicação frente a frente e que se a rede de fato causou isso, ele iria mudar totalmente a empresa.

Ele salientou que as pessoas não usam o Facebook em substituição de conversas e interações reais, face a face, mas sim como um meio para se comunicar com pessoas que não teriam como alcançar de outra forma. Mark destacou que quando ele está com sua família na mesma casa, ele não precisa ir até outro cômodo para conversar com eles através do Facebook.

Ainda explicou que quando sua irmã morava do outro lado dos Estados Unidos, ele conseguia conversar com ela diariamente via Facebook e a troca de mensagens no WhastsApp, assim apesar da distância, eles ainda conseguiam passar um tempo ‘juntos’.
Muitas pessoas acham que quem vive preso ao smartphone ou em qualquer outro dispositivo móvel é anti-social, mas as formas de entretenimento e informação sempre existiram, elas apenas mudaram. Antes do smartphone, muitos se ocupavam com um jornal, por exemplo.

Um pesquisa rápida no Google Imagens mostra uma multidão de pessoas que apesar de estarem com um smartphone na mão, estão realizando outras atividades também, como caminhando, embarcando no metrô para o trabalho, esperando ônibus na volta para casa, ou mesmo na hora das refeições em família. Isso parece familiar? Como vivemos em uma sociedade, temos uma enorme sede de informações, e o Facebook, como muitas outras mídias sociais, nada mais é que uma fonte para conseguir essas notícias.

Curso de Redes Sociais

Postado por:

Vincent Benedicto: Diretor de SEO (Search Engine Optimization) e Marketing Online da Griff Art & Design.

Nenhum Comentário.

Comente esse Post